Ráscal Restaurante

Rede de restaurantes espalhada por diversos pontos da região metropolitana de São Paulo, em sua maioria dentro de grandes shoppings. Tem por característica amplo salão, sempre muito bem organizado e mesas que acomodam muito bem seus clientes. Seu carro chefe é o buffet de saladas e antepastos e a ilha de massas, literalmente uma ilha disposta no meio do salão, onde os chefs preparam constantemente as massas e molhos de modo que estão sempre bem frescas. Se preferir, ainda é possível optar por uma das opções do cardápio à la carte, massas, saladas e grelhados. Além é claro de uma das deliciosas pizzas e calzones.

Na maioria das vezes eu opto ou pela pizza ou pelo buffet de saladas e antepastos com a ilha de massas. A primeira opção fica geralmente quando não quero exagerar muito para não pesar na balança e a segunda quando estou com muita fome. Entre as pizzas, tenho 3 preferidas, a castelões (calabreza fatiada sobre muçarela), 4 queijos e Ráscal 4 (cogumelos champignon e shitake cobertos por muçarela). O buffet de saladas e antepastos varia conforme o dia, mas sempre que tem, sou obrigado a me deliciar com o salmão defumado, o tartar de salmão, o presunto parma e o risoto de funghi. Já na ilha de massas, as minhas preferências são pela lasanha de funghi e o cabrito ao forno. Na ilha, sempre você poderá encontrar o Ravioli verde e o polpetone. Se ainda não provou, prove. Ambos são incríveis.

Nessa ida ao restaurante, vocês podem ver na foto, do buffet de antepastos e saladas os seguintes itens: salpicão de peru, salada de grãos, salmão defumado, salada marinheira, carpaccio acompanhados de alho grelhado. A salada marinheira era composta de camarão e lula, uma delícia. O meu tradicional salmão não podia faltar. Resolvi experimentar o salpicão de peru. Estava gostoso, mas nada especial, assim como o carpaccio. Já a salada de grãos, que peguei mais para fazer uma média comigo mesmo e tirar um pouco do peso na consciência, já que o peso no prato não seria possível, me surpreendeu. Os grãos macios com a crocância das nozes combinou perfeitamente. Demais!

Depois parti para as massas. Primeiro o meu obrigatório cabrito ao forno. Sempre muito bem preparado, saboroso e macio. Normalmente não costumo misturar massa com verdura, não faz o meu gosto, mas dessa vez resolvi pedir o ravioli branco recheado de ricota (gosto menos ainda) com espinafre. E para minha surpresa total, estava maravilhoso e com um toque de limão que deu um leve sabor de acidez . E para fechar, provei o linguini ao molho bolonhesa. Preparado com a tradicional massa verde, especialidade do Ráscal estava uma delícia. E o molho bolonhesa tem algo de diferente que acredito ser a carne que é bem moída e derrete na boca.

E como se não bastasse ter comido tudo isso, ainda dividimos a sobremesa cortesia pelo aniversário do cunhado, a Taça Tropicália. Com uma base de frutas, sorvete de creme e chantili coberta por geléia de frutas vermelhas. Sinto lhe informar que você não encontrará essa taça no cardápio. Estávamos lá comemorando: meus pais, minha irmã, o cunhado, minha esposa e obviamente, eu.

Destaque para a qualidade no atendimento. Os garçons são sempre simpáticos, educados e estão prontos a atender os clientes sempre que solicitados. Acredito que o sucesso também está relacionado ao sistema de trabalho da casa, onde cada profissional tem a sua atividade bem definida. Uma pessoa recebe o cliente na porta, outra o encaminha para a mesa, outra ainda atende a seus pedidos e uma quarta serve à mesa, seja com as bebidas ou pratos. Além é claro do pessoal da cozinha, com quem não temos contato, a exceção os chefs que tomam conta da ilha de massas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


*