Yokozuna, qualidade e bom preço

O termo “yokozuna” significa em japonês o título máximo que um Sumotori (lutador de sumô) pode atingir em sua carreira. Para quem for conhecer o restaurante, vale a pena ler o texto apresentado no início do cardápio, uma curiosidade a respeito da cultura japonesa.

Logo na entrada, percebe-se que estamos diante de um restaurante mais tradicional, com sua porta de correr e o “noren”, a cortina curta sobre a porta.

Ao entrar, temos à direita o balcão onde os sushimen preparam os variados sushis e sashimis e com espaço para alguns clientes. À esquerda algumas mesas pequenas, ideal para 2 pessoas, apertada para 3 e inviável para 4, como parece ser a sugestão do restaurante ao deixar 4 pequenos bancos dispostos.

Já no andar superior, mesas confortáveis no padrão para 4 e 2 pessoas, dispostas de maneira bem versátil é possível juntá-las a fim de acomodar grupos maiores.

Mais um item revela a proposta de um restaurante japonês mais tradicional, uma pequena entrada composta de tofu com cebolinha e shogá é servida. Para quem não sabe, o tofu é o queijo de soja e o shogá é o gengibre ralado. O tofu é comido com um pouco de shoyu.

O rodízio acompanha tanto opções quentes: shimeji, guioza, tempurá, missoshiru, harumaki, yakisakana, entre outros. E nas opções frias, temakis diversos, sashimi de salmão, atum e peixe branco, diversos sushis, dentre eles os mais tradicionais como niguiri de salmão, de atum, uramaki Califórnia e skin. Não espere encontrar sushis inovadores e com mistura de ingredientes diversos, não é a proposta do restaurante. Além dos temakis para aqueles que ainda têm algum espaço de sobra no estômago.

No cardápio, mais uma variedade de opções, algumas bem tentadoras, como: teppanyaki, makimonos especiais, teishokus e tempurás, só para citar algumas. E não poderia deixar de mencionar também as deliciosas sobremesas.

Achei a massa do harumaki um pouco grossa e dura, faltava estar crocante. O guioza parecia ter sido fritado um tempo um pouco além do ponto. Em compensação o shimeji e o missoshiru estavam muito saborosos.

Já nos pratos frios, não há o que falar contra, os peixes cortados impecavelmente bem, na espessura e tamanho certos. Os sushis preparados com a quantidade certa de arroz, nem muito, nem pouco. E todos bem montados. Só acho que a disposição no prato poderia estar melhor colocada, de forma mais bonita. Pequeno detalhe e gosto pessoal, frente aos outros itens.

Se você trabalha na região de Pinheiros em São Paulo, ou está de passagem na hora do almoço, aproveite. É notável a qualidade dos produtos utilizados e o preço, se comparado com alguns restaurantes mais em conta se justifica pela qualidade. Já se comparado com outros mais caros, é um excelente custo benefício pela diversidade de opções.

Restaurante Yokozuna
R. Simão Álvares, 445 – Pinheiros – São Paulo/SP
http://www.yokozuna.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


*